Posts Tagged ‘Comportamento’

h1

27/02/2012

Por Ana Maria Gonçalves, através do Polivocidade (clique aqui para ler o texto na íntegra).

Por Ana Maria Gonçalves, no blog Outro Olhar:

Sempre fico com um pé atrás ao ler/ouvir afirmações enfáticas do tipo “Eu não sou racista”, ou “Fulano não é racista”. Ela já é perigosa quando dita sobre si mesmo, e mais ainda quando dita sobre o outro, que é o único que deveria saber de si. Racismo, assim como o machismo ou a xenofobia, é um tipo de sentimento que facilmente contamina quem é exposto a ele, de maneira ostensiva ou velada. É herdado, não tem muito para onde escapar. Principalmente em sociedades como a nossa que, durante muito tempo, lutou para esconder a discrepância entre prática e teoria, entre evidências de racismo e manutenção e construção de um modelo de democracial racial que nunca existiu. O que precisamos fazer é estar atentos a qualquer pensamento racista e combatê-lo ali, no nascedouro, não deixando que se naturalize e…

Ver o post original 5.069 mais palavras

Anúncios
h1

Mensagem de Veríssimo sobre o Big Brother Brasil

27/01/2012

Posto abaixo um excelente email que está circulando na internet e recebi de uma amiga:

 

MENSAGEM DE VERÍSSIMO SOBRE O BIG BROTHER BRASIL

Luis Fernando Veríssimo 
É cronista e escritor brasileiro


Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço. A nova edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.
Dizem que Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. O BBB  é a pura e suprema banalização do sexo.
Impossível assistir ver este programa ao lado dos filhos. Gays, lésbicas, heteros…todos na mesma casa, a casa dos “heróis”, como são chamados por Pedro Bial. Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o que quer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ou heterossexuais. O BBB  é a realidade em busca do IBOPE.

Veja como Pedro Bial tratou os participantes do BBB . Ele prometeu um “zoológico humano divertido” . Não sei se será divertido, mas parece bem variado na sua mistura de clichês e figuras típicas.

Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça, cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível. Em um e-mail que recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo. Eu gostaria de perguntar se ele não pensa que esse programa é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.

Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. Caminho árduo? Heróis? São esses nossos exemplos de heróis? Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros, profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores) , carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor e quase sempre são mal remunerados.
Heróis são milhares de brasileiros que sequer tem um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir, e conseguem sobreviver a isso todo dia.

Heróis são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna. Heróis são inúmeras pessoas, entidades sociais e beneficentes, Ongs, voluntários, igrejas e hospitais que se dedicam ao cuidado de carentes, doentes e necessitados (vamos lembrar de nossa eterna heroína Zilda Arns).

Heróis são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada meses atrás pela própria Rede Globo.

O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo, o incentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitos como valor, ética, trabalho e moral. São apenas pessoas que se prestam a comer, beber, tomar sol, fofocar, dormir e agir estupidamente para que, ao final do programa, o “escolhido” receba um milhão e meio de reais. E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a “entender o comportamento humano”. Ah, tenha dó!!!

Veja o que está por de tra$$$$$$$$$ $$$$$$$ do BBB: José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir: oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão.

Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada a programas de inclusão social, moradia, alimentação, ensino e saúde de muitos brasileiros? (Poderia ser feito mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores)

Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores. Em vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um poema de Mário Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa…, ir ao cinema…., estudar… , ouvir boa música…, cuidar das flores e jardins… , telefonar para um amigo… , ·visitar os avós… , pescar…, brincar com as crianças… , namorar… ou simplesmente dormir. Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rios de dinheiro e destruir o que ainda resta dos valores sobre os quais foi construído nossa sociedade.

 Esta crônica está sendo divulgada pela internet a milhões de e-mails.
h1

Respeite as mulheres

10/01/2012

“Uma mulher te colocou nesse mundo, então você não tem direito a desrespeitar uma delas.” Tupac Shakur

h1

Gírias da Internet em Inglês (traduzidas)

17/11/2011

Aviso: Este artigo contém linguagem que pode ser considerada ofensiva por algumas pessoas.

————————————

Dando continuidade a outro post sobre gírias da internet em inglês, seguem mais algumas expressões de uso comum na internet (lembrando que procurei traduzir de uma forma mais natural, nem sempre literal, como no post anterior):

  • AFK – Abreviatura de “Away from keybord”; significa “Afastado do teclado”; é usado em jogos online para avisar que você vai sair da frente do computador por um tempo (para comer, atender o telefone, ir ao banheiro etc).
  • AKA – Abreviatura de “Also known as”; significa “Também conhecido como”. Essa também costuma ser bastante usada fora da internet.
  • AYFKM – Abreviatura de “Are fucking kidding me?”; significa “Tá de sacanagem com a minha cara?”.
  • Can’t be unseen – Algo como “não pode ser ‘desvisto’ ” (sic). Usado para expressar algo tão marcante que você não consegue apagar da sua mente. É usado em piadas visuais de vários tipos: as de humor negro (onde algo perturbador é exibido – e alguns pegam realmente pesado…); as que revelam algo que está na nossa cara, mas raramente alguém nota (muitas vezes por se tratar de mensagens subliminares); ou simplesmente alguma comparação engraçada. Tradicionalmente vem na forma “What has been seen can’t been unseen” (“O que já foi visto não pode ser ‘desvisto’ “). Observação: o fato de eu ter traduzido “unseen” como “desvisto” (palavra que na verdade não existe) foi para realçar a idéia original de desfazer o ato de ver, ou seja, a idéia não seria encobrir os fatos, mas sim apagar seu registro da memória. É, meu amigo leitor, traduzir é uma arte – muitas vezes temos que improvisar se quisermos manter a idéia original intacta (ou quase).
  • CYA – Forma estilizada de dizer “See ya” (“Te vejo”, “Até mais”).
  • Dunno – Corruptela de “I don’t know”; significa “Eu não sei”.
  • Epic Win – Literalmente uma “vitória épica”, ou seja, algo muito foda!
  • FAQ – Abreviatura de “Frequently answered questions”; significa “Perguntas frequentemente respondidas”; é usado para listar dúvidas comuns sobre determinado tema. Muito comum em páginas que explicam a idéia principal de um site e, no mundo offline, em manuais de aparelhos eletrônicos.
  • FTW – Abreviatura de “For the win”; expressa grande entusiasmo. É mais ou menos como dizer “Me amarrei”. Ou, dependendo do contexto, também pode significar “Fuck the world” (“Foda-se o mundo”). Essa eu aprendi com meu amigo @paganijoao, autor do blog Banana Amassada (veja o comentário de Johnny no meu primeiro artigo sobre o tema, citado acima).
  • IMHO – Abreviatura de “In my humble opinion”; significa “Na minha humilde opinião”.
  • LMAO – Abreviatura de “Laughing My Ass Off”; significa algo como “Se cagando de rir”.
  • Mindfuck – Traduzindo literalmente seria algo como “fode-mente”, no sentido de algo que esculhamba com a sua cabeça. É muito comum em piadas visuais do tipo “When you see it you’ll shit bricks” (“Quando você ver isso vai cagar tijolos”). Veja um exemplo abaixo:

Clique na imagem para ampliar

  • NP – Abreviatura de “No problem”, que neste caso seria melhor traduzido como “De nada” (em resposta a um “obrigado”).
  • NSFW – Abreviatura de “Not safe for work”; significa “Não seguro para o trabalho”; serve para alertar que se trata de conteúdo adulto (em geral, sexo ou violência).
  • OMG – Abreviatura de “Oh, my God”; significa “Oh, meu Deus”.
  • Shit bricks – Literalmente… “cagar tijolos”. rsrs É usado para expressar um grande espanto. Uma forma alternativa é “shit brix”.
  • TY – Abreviatura de “Thank you” (“Obrigado”).
  • Über – Essa na verdade é uma palavra alemã, mas também é usada entre as gírias em inglês. Significa “Super”. É usado para dizer que algo é excepcional. Hum… Parece redundante, não é? Afinal de contas, algo “super” já é algo excepcional. Bom, o caso é que normalmente se usa essa palavra para dizer que algo é, digamos… muuuuito foda. Em jogos online, um personagem über é aquele que massacra o mestre final com um peteleco e nem sequer repara que fez isso. Em outras palavras, é o Chuck Norris. rsrs
h1

Steve Jobs – Discurso em Stanford com legenda em Português

03/11/2011

Segue abaixo o discurso completo de Steve Jobs em Stanford (2005) com legenda em Português:

Destaco o seguinte trecho:

“Your time is limited, so don’t waste it living someone else’s life. Don’t be trapped by dogma – which is living with the results of other people’s thinking. Don’t let the noise of other’s opinions drown out your own inner voice. And most important, have the courage to follow your heart and intuition. They somehow already know what you truly want to become. Everything else is secondary.”

Traduzindo:

“Seu tempo é limitado, então não o desperdice vivendo a vida de outra pessoa. Não se deixe prender a dogmas – que é viver de acordo com os pensamentos de outras pessoas. Não deixe que opiniões alheias afoguem sua voz interior. E mais importante, tenha a coragem para seguir seu coração e intuição. Eles de alguma forma já sabem o que você realmente quer ser. Tudo o mais é secundário.”

Sábias palavras.

h1

Adote – Doação de órgãos

23/01/2011

Divulgando:

adote

h1

Como denunciar crimes na Internet

21/01/2011

A Internet está infestada de criminosos. Se nas ruas vemos diariamente crimes sendo cometidos em plena luz do dia, imagine em um ambiente que propiciana o anonimato quase absoluto. Bom, como eu disse, quase absoluto. Sempre é possível rastrear os criminosos. Mas para isso é necessário que nós, usuários da Internet, tomemos partido nesta verdadeira guerra contra o crime online.

Há duas formas de denunciar estes crimes:

Safernet

http://www.safernet.org.br/site/

Polícia Federal

http://denuncia.pf.gov.br/

Vamos nos unir por uma Internet mais segura!